Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Garantida verba para continuidade de obras de duplicação da BR-163

13/11/2017
O valor de quase R$ 50 milhões para a continuidade da obra aguarda apenas a sanção do Presidente Michael Temer.

Classificada como uma conquista de toda a região, fruto de um trabalho que mobilizou os deputados estaduais e federais do Paraná para sua aprovação, uma verba de quase R$ 50 milhões deve garantir a continuidade das obras de duplicação da BR-163, no trecho entre as cidades de Cascavel e Guaíra, passando pelos municípios de Toledo e Marechal Cândido Rondon, onde se encontra a parte mais crítica de conservação da rodovia.

Um dos deputados estaduais da região que trabalhou para garantir a verba de R$ 49,5 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é o coordenador da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento do Oeste na Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado José Carlos Schiavinato (PP).

O parlamentar diz que “a aprovação do PLN 03/2017, no dia 8 de novembro, é uma conquista de toda a região Oeste do Paraná e resulta de um trabalho conjunto de toda a bancada de deputados federais e estaduais do Paraná”. Schiavinato informa que o projeto aprovado destina ao Ministério dos Transportes, Portes e Aviação Civil, um crédito suplementar no valor de R$ 49,5 milhões para a adequação da BR-163 entre Cascavel e Guaíra, e que contempla a duplicação de Toledo a Marechal Cândido Rondon. A programação da obra passa agora a integrar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Já o deputado federal Evandro Roman (PSD), relator do projeto, destacou que “não foram medidos esforços para que esta importante obra não ficasse paralisada, causando mais transtornos, desemprego e insegurança para a população”. Roman informa que agora a proposta aguarda apenas a sanção presidencial.

 

DUPLICAÇÃO DA BR-163

 

O trecho da BR-163 entre os municípios de Toledo e Marechal Cândido Rondon, passando por Quatro Pontes, está compreendido entre os km 235,5 e km 274,4, totalizando 38,9 quilômetros de extensão. O projeto prevê nove retornos em desnível, sendo seis viadutos, três trincheiras, duas passarelas e 25,7 quilômetros de vias marginais. Iniciada em 2015 pela Construtora Castilho, a obra completa está orçada em R$ 306,5 milhões, sendo que até agora foram liberados apenas 8% deste valor. Diariamente, passam mais de 10 mil veículos pelo trecho.

Uma segunda etapa do projeto compreende outros 74 quilômetros entre Cascavel e Marmelândia, que prosseguem em execução no Oeste do estado, em estágio avançado. Juntos, os dois trechos totalizam 112,9 quilômetros e um investimento previsto de R$ 885,5 milhões.

 

(Com informações de Clóvis Pedrini Jr., da assessoria do deputado Schiavinato)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)