Domingo, 05 de dezembro de 2021

HUOP atenderá alta complexidade em lesões labiopalatais

24/01/2018
O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), localizado em Cascavel, já está habilitado pelo Ministério da Saúde para realizar procedimentos de alta complexidade para tratar anomalias crânio facial e fissuras labiopalatais, através do Centro Atenção e Pesquisa em Anomalias Craniofaciais (Ceapac).

As centenas de pacientes da região Oeste do Paraná que precisam de tratamento de anomalias crânio facial e fissuras labiopalatais têm uma boa notícia. Já foi publicada portaria no 150 do Ministério da Saúde (MS) que habilita o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) em Cascavel a realizar os procedimentos de alta complexidade nas especialidades. A publicação estabelece o repasse de recursos federais, possibilitando o melhor atendimento no Centro Atenção e Pesquisa em Anomalias Craniofaciais (Ceapac/HUOP/Unioeste), que desde 2013 funciona custeada pelo Estado.

De acordo com a portaria, fica estabelecido o montante de R$ 591.284,02 por ano para o custeio de quaisquer ações e serviços de média e alta complexidade para atenção à saúde da população nas especialidades. O Ceapac realiza uma média de 400 atendimentos mensais, porém enfrentava limitações orçamentárias com apenas recursos estaduais. “Agora com o custeio do Ministério da Saúde haverá melhoria e ampliação no atendimento”, afirma Mariangela Baltazar, responsável pelo credenciamento.

 

AJUDA PARLAMENTAR

 

Mariangela Baltazar aproveita para agradecer o empenho do deputado estadual José Carlos Schiavinato (Progressistas), que pela proximidade com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, atendeu uma solicitação da coordenação do Ceapac e auxiliou nesta conquista. “A atuação do deputado foi fundamental para o credenciamento. Obviamente que fizemos todo o trabalho técnico, mas desde novembro de 2016 ele teve disponibilidade política para nos auxiliar”, comemora.

O deputado Schiavinato, por sua vez, valoriza a ação do Ministério da Saúde e o empenho dos coordenadores e servidores envolvidos. “É um avanço muito grande. Muitos pacientes da região ainda precisavam ir até Curitiba para serem atendidos. Agora temos o centro de referência habilitado na região, possibilitando atender a todos aqui, melhorando a qualidade de vida das famílias”, salienta.

 

CEAPAC

 

O Ceapac foi construído em 2011 dentro da política de descentralização do tratamento na área. Inicialmente apenas em Bauru existia os centros de referência, depois no Paraná houve a primeira unidade em Curitiba. “Mas o MS preconiza que a cada cinco milhões de habitantes tenha um e por questão de logística e também porque já tínhamos trabalhos de extensão na área pela Unioeste foi montado o centro aqui. Agora com a habilitação atenderemos pacientes da 7a, 8 a, 9 a, 10 a e 20 a Regionais de Saúde”.

O centro possui um atendimento multiprofissional desde 2013. São acompanhados pacientes de zero até o final do tratamento, que pode chegar a 30 anos. São prestados serviços de cirurgias plásticas, de otorrinolaringologia, bucomaxilofacial, odontológica e ainda os procedimentos clínicos de fonoaudiologia, ortodontia, pediatria, odontopediatria, implantodontia, nutricionista, psicólogos e serviço social.

 

(Com informações da Assessoria do deputado José Carlos Schiavinatto)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

1 COMENTÁRIO(S)

buy viagra online
comentado por Invoite em 09/05/2021