Segunda-feira, 22 de julho de 2019

Como receber crédito de inadimplente sem perder o cliente

02/05/2018
Uma solução que vem dando bastante resultado na recuperação de créditos de inadimplentes, trazendo um impacto positivo em suas finanças, alavancando os negócios, é a gestão de crise extrajudicial, a qual consiste na busca administrativa de meios de resolução de conflitos, através de uma assessoria administrativa de cobrança extrajudicial.

Em algum momento, durante qualquer desenvolvimento empresarial, o empresário se depara com o inadimplemento de alguns clientes, algo que na grande maioria das vezes decorre de crise financeira momentânea do devedor. Isso é muito ruim para qualquer negócio, pois reduz os lucros e faz com que a empresa fique prejudicada em seu capital de giro, além de desgastar a relação com o cliente, especialmente durante as cobranças.

Quando a empresa não obtém êxito na cobrança extrajudicial, ou ela instaura um processo na esfera judicial para tentar receber o crédito junto ao cliente, ou fica no prejuízo. Nesses dois casos, inevitavelmente a empresa acabará por encerrar as relações com aquele cliente, em outras palavras, acabará o perdendo.

Em alguns casos, trata-se mais de um “livramento” do que a perda de um cliente propriamente dita, todavia, na maioria das vezes, diante do inadimplemento ter surgido de um pequeno lapso de crise financeira do cliente em questão, pode ocorrer que após esse processo todo, o mesmo venha a se reestabelecer e volta a ser comprador. Nesses casos, como a relação comercial entre as partes estará rompida, dificilmente voltarão a fazer negócios entre si.

Para aqueles que optam pela via judicial, não é nenhuma novidade que os processos são morosos e custosos, além do que, em muitos casos, a empresa, como depositava confiança no cliente, forneceu-lhe crediário e isso não representa, ou assegura a dívida, através de algum título de crédito, de modo que a cobrança fica ainda mais onerosa e demorada.

Dessa forma, constantemente as empresas acumulam prejuízos deixando de tomar qualquer medida com relação a esses créditos, seja por acreditar que não vão receber, seja porque não querem investir tempo e dinheiro na tentativa de conseguir receber, despender energia e arcar com honorários advocatícios e com as custas processuais.

Definitivamente isso não é recomendável, pois a empresa, ao proceder assim, além de acumular prejuízos, comprometerá sensivelmente seu capital de giro, diminuirá seus lucros e engessará seu crescimento empresarial.

Justamente por isso um enorme número de empresas vem acumulando grandes prejuízos, o que não é saudável para a saúde de qualquer negócio.

 

A SOLUÇÃO

 

Uma solução que vem dando bastante resultado na recuperação de créditos de inadimplentes, trazendo um impacto positivo em suas finanças, alavancando os negócios, é a gestão de crise extrajudicial, a qual consiste na busca administrativa de meios de resolução de conflitos, através de uma assessoria administrativa de cobrança extrajudicial. Inicialmente, essas assessorias efetuam um levantamento de todos os créditos que a empresa tem e depois desenvolvem estratégias buscando recebe-los.

Como se trata de uma assessoria externa, o devedor fica mais confortável em efetuar propostas para a quitação da dívida. Nessas negociações, a assessoria, ao chegar em um acordo, formaliza um documento que serve de título executivo extrajudicial, para aqueles casos que a dívida não estava garantida, de modo que se houver novo inadimplemento, será muito mais fácil a execução do acordo.

Outra grande vantagem é que essas assessorias de cobrança, essencialmente atuam sob êxito, ou seja, recebem um percentual do crédito, que geralmente são menores que os percentuais judiciais e recebem pelos seus serviços de assessoria somente se conseguirem receber o crédito, e caso não consigam cobrar, a empresa não despende qualquer valor.

Portanto, essa metodologia traz a possibilidade de recuperação de crédito de forma rápida e barata, bem como possibilita que após a quitação do débito a relação entre credor e devedor possa ser reestabelecida, realizando-se novos negócios entre as partes, na medida em que a confiança vai retornando.

Fica o insight: “Nos dias atuais, não se pode simplesmente ignorar os problemas e fechar portas, imaginando que não há solução. Deve-se buscar soluções inovadoras, de modo que esses problemas possam ser resolvidos, e que excelentes novos negócios possam ser realizados”.

 

* Artigo do Dr. Thiago Rodrigo Mendes Balbinot, advogado do escritório Balbinot & Pereira Advocacia e Consultoria. (OAB/PR 54.102) E-mail: thiago@balbinotpereira.adv.br – www.balbinotpereira.adv.br

  

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)