Quarta-feira, 22 de maio de 2019

Segunda ponte Brasil-Paraguai será lançada dia 10 de maio

30/04/2019
Presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Benítez, lançam pedra fundamental da segunda ponte dia 10, com obra já aprovada pelo Conselho da Itaipu.

Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, participam em Foz do Iguaçu (PR) da solenidade de lançamento da pedra fundamental da segunda ponte entre os dois países, neste dia 10 de maio.

A confirmação do lançamento da segunda ponte entre os dois países foi feita logo depois o Conselho de Administração da Itaipu ter aprovado a construção da obra, utilizando-se de recursos da própria binacional. A reunião ocorreu na usina, nesta sexta-feira, data de aniversário de 46 anos do Tratado de Itaipu.

A segunda ponte será construída no Rio Paraná, entre Foz do Iguaçu (PR) e Presidente Franco, cidade paraguaia vizinha a Ciudad del Este, onde está localizada a Ponte da Amizade.

O lançamento da pedra fundamental deve ocorrer cinco dias depois de a Itaipu completar 35 anos de geração de eletricidade e sete dias antes da binacional completar 45 anos de criação.

 

TUDO PRONTO PARA COMEÇAR

 

Toda a documentação da segunda ponte está pronta e foi entregue para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Por meio de um convênio de delegação, todas as obras serão gerenciadas pelo governo do Paraná. A estimativa é que a obra comece ainda no primeiro semestre.

A obra, segundo o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Silva e Luna, é considerada estruturante. “Ela vai fortalecer o processo de integração regional e melhorar a infraestrutura para o comércio e o turismo entre os dois países”, diz.

Os detalhes da obra foram discutidos dia 23/04, no Ecomuseu de Itaipu, em Foz do Iguaçu, por Silva e Luna e o diretor-geral do Dnit, general Antônio Leite dos Santos Filho; o diretor-geral da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná, Fernando Furiatti; e representantes dos consórcios responsáveis pelas obras da ponte e da perimetral.

Durante o encontro, o projeto foi detalhado pelo diretor de Coordenação da Itaipu, Newton Kaminski. Na sequência, o grupo fez uma visita ao local onde a ponte será construída, na margem brasileira, ao lado do Marco das Três Fronteiras. O prazo estimado para a conclusão da obra é de 36 meses. “Essa ponte já é uma das prioridades do Dnit”, afirma o general Santos Filho.

 

CUSTOS

 

A construção tem custo previsto de R$ 462.995.564,22 considerando obras da estrutura, desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro.

Com a nova ligação Foz-Presidente Franco, a Ponte Internacional da Amizade ficará exclusiva para veículos leves e ônibus de turismo. Essa ponte é hoje o principal corredor econômico entre o Brasil e o Paraguai. Foi ela que ajudou a transformar o município paraguaio na terceira maior zona franca do mundo.

Aguardada há muitos anos, a segunda ponte entre os dois países será mais um estímulo ao desenvolvimento regional, pois vai gerar empregos, fortalecerá a integração, facilitará a logística de cargas e aliviará o trânsito no Centro de Foz do Iguaçu e na Ponte da Amizade.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu explica que o investimento será diluído ao longo do orçamento dos próximos três ou quatro anos, sem onerar a tarifa de Itaipu, para não prejudicar o consumidor brasileiro.

Todos os recursos serão realocados de acordo com a política de austeridade da empresa para essa construção, considerada de grande impacto social. A expectativa é que a obra contribua muito para a região, movimentando toda sua economia e gerando riquezas.

“A segunda ponte tem um grande simbolismo da amizade que sempre uniu nossos dois povos e reforça ainda mais esse bom relacionamento”, finaliza o general.

 

(Da Redação, com informações e fotos da Assessoria de Comunicação/Itaipu)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)