Sábado, 14 de dezembro de 2019

Produção de biogás recebe mais incentivo e recursos no Paraná

20/11/2019
Um acordo de cooperação técnica assinado recentemente deve dinamizar a integração do biogás à produção agropecuária da região Sul do Brasil. Parceria prevê financiamento da produção de biogás com fins energéticos.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) assinaram em fins de outubro, um acordo de cooperação técnica para facilitar o acesso de produtores agroindustriais do Sul do Brasil a crédito voltado à produção de biogás e biometano no setor.

Pelo acordo, o BRDE se compromete a apoiar a Unido na criação de instrumentos que facilitarão o acesso a serviços financeiros por parte de produtores e fornecedores ligados à cadeia produtiva e tecnológica do biogás.

A parceria também inclui a construção de ferramentas de suporte à elaboração e avaliação de modelos e planos de negócios específicos para o setor.

BIOGÁS BRASIL

A parceria faz parte das ações do projeto GEF Biogás Brasil (Aplicações do Biogás na Agroindústria Brasileira), implementado pela Unido, em conjunto com o governo federal, instituições privadas, universidades e entidades setoriais.

O objetivo do projeto e do acordo de cooperação técnica é estimular a utilização do biogás como fonte energética sustentável, reduzir a dependência nacional em relação a combustíveis fósseis, estimular a competitividade do setor agroindustrial brasileiro e diminuir a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera.

“O projeto é voltado para o fortalecimento da cadeia de valor do biogás. A ideia principal é construir uma estrutura mais complexa que permita o desenvolvimento de modelos de negócio mais interessantes para o setor. E esse tipo de estratégia exige investimentos mais altos. Por isso, a parceria com um banco capaz de fornecer esse tipo de investimento é essencial”, diz Alessandro Amadio, da Unido.

“Temos no Paraná uma malha de atores que oferecem operações e linhas de crédito. O Sistema Paranaense de Fomento opera com a parceria do BRDE, da Fomento Paraná, da Invest Paraná, e do Sebrae/PR. Há uma sinergia para operacionalizar resultados que cheguem com mais eficiência à população”, afirma Wilson Bley Lipski.

VALORIZAÇÃO

A ação conjunta envolvendo o BRDE, a Unido e os atores institucionais e governamentais envolvidos no projeto pretende identificar e avaliar as principais oportunidades de valorização do biogás a partir do agronegócio regional, além da captação de recursos externos para o financiamento da geração sustentável de energia e combustível.

O projeto GEF Biogás Brasil é financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility, em inglês), implementado pela Unido e liderado no Brasil pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

A iniciativa conta com quase oito milhões de dólares em recursos diretos, além de parceiros governamentais, privados, setoriais e acadêmicos.

(Fonte: AEN)

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)