Sábado, 14 de dezembro de 2019

Safra de grãos no Paraná deve atingir 23,4 milhões de toneladas

27/11/2019
O plantio de soja ocupa 92% na produção plantada em todo o estado paranaense, cuja área total com grãos de verão é de 5,98 milhões de hectares

O plantio da soja 2019/2020 no Paraná está quase todo concluído. A estiagem e o calor dos meses de setembro e outubro provocaram impactos na produção de grãos do estado, mas a melhora climática em novembro deve servir para impulsionar bons resultados.

O DERAL, Departamento de Economia Rural, estima uma colheita de 23,4 milhões de toneladas de soja, bem acima da safra passada, que foi de 19,7 milhões de toneladas.

As regiões Oeste e Centro-Oeste do Paraná foram as mais afetadas pela estiagem, e precisaram interromper o plantio em setembro por pelo menos 20 dias em razão do clima seco, para retornarem com o plantio em outubro com a presença significativa das chuvas. O prejuízo maior, porém, foi na região de Londrina e do Norte-Pioneiro do Paraná, cujos efeitos ainda não foram mensurados, mas já é possível pressupor redução na colheita.

Mesmo não podendo ser calculado o prejuízo em consequência da estiagem no Paraná, pode-se afirmar que o período de seca provocou consequências negativas na produtividade da safra. O plantio de soja ocupa 92% na produção agrícola do Estado, e a área total plantada com grãos de verão no Paraná atinge 5,98 milhões de hectares.

Para a atual safra de soja se prevê um resultado de 19,8 milhões de toneladas, o que resulta em um volume 23% superior à safra anterior, quando foram obtidas 16,1 milhões de toneladas. Já em relação ao total plantado, 80% das lavouras se encontram em boas condições, sendo 18% em condições médias e apenas 2% em condições desfavoráveis.

(Texto de Helena Rodrigues de Oliveira, estagiária de Jornalismo)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)