Sábado, 14 de dezembro de 2019

Economia do Paraná fortalecida no final de ano

30/11/2019
Somente o Governo do Estado injeta quase R$ 6 bilhões na economia até o Natal.

O pagamento do décimo terceiro salário para 300 mil servidores foi antecipado pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior para 4 de dezembro. Já a folha de dezembro será quitada no dia 23, enquanto os salários de novembro foram depositados nesta sexta-feira (29).

Ou seja, entre 29 de novembro e 23 de dezembro somente o Governo do Estado vai injetar quase R$ 6 bilhões na economia paranaense.

Cada uma das três folhas salariais que o Estado vai liberar nas próximas semanas é de R$ 1,83 bilhão, para pagamento de 300 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas. A gratificação de férias em dezembro atende principalmente o magistério estadual, maior quadro da administração pública do Paraná. “Esses recursos ajudam o servidor a organizar o final do ano e vão potencializar o comércio”, destaca Ratinho Junior.

O governador ressalta que a antecipação dos pagamentos ocorre em razão do cuidado com as contas públicas. “Isso só acontece graças à organização financeira do Estado, que estamos levando de uma forma muito rígida”, explicou o governador, lembrado os cortes feitos na estrutura do Estado ao longo de 2019 e também a redução nos gastos de custeio da máquina.

MOVIMENTO

A medida adotada pelo governo estadual foi bastante elogiada por diversas associações comerciais do Paraná por significar um incremento importante na economia, ajudando a gerar emprego e renda nas mais diversas regiões do Estado.

Presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), Douglas Fanchin Taques Fonseca, ressaltou que a iniciativa vai além de colaborar com o aumento no movimento de diversos setores, como o comercial e de serviços.

Para ele, significa uma ótima oportunidade também para os consumidores. “Com dinheiro no bolso podem fazer melhores negócios. Um estímulo muito importante que gera bons negócios para a cadeia econômica toda”, disse.

Rodrigo Rosalem, dirertor de planejamento e gestão da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), reforçou o caráter social das antecipações dos pagamentos.

“Teremos um impacto muito interessante na economia, seja por um dinheiro a mais para fazer compras ou para pagar dívidas”, explicou. “Lembrando que ao usar o dinheiro extra para pagar dívidas, o consumidor volta a ter crédito para poder comprar novamente”, acrescentou.

PRIORIDADES

Pesquisa elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) aponta que a principal destinação do 13º salário pelos paranaenses será para quitar dívidas: 29,3% dos entrevistados utilizarão o abono anual para saldar seus débitos. Essa parcela é menor do que no ano passado (33,3%).

Para mais de 28% dos entrevistados o recurso extra será utilizado para compras (14,7%) e viagens (13,7%). Outra parte considerável de paranaenses (23,7%) planeja utilizar o dinheiro adicional para fazer uma reserva financeira. Por fim, 5,7% afirmam que vão utilizar a gratificação para o pagamento de impostos e taxas.
Os que não sabem ou não responderam somam 14,3% e os que não estão empregados e, portanto, não terão direito ao 13º salário, correspondem a 10,7% dos entrevistados.

(Fonte: AEN)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)