Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Cotriguaçu constrói complexo para gerar energia solar

28/01/2020
A usina que se encontra em fase de conclusão, conta com 2028 placas, que gerarão 84.000 Kwh/mês, equivalentes ao consumo de 540 residências de padrão médio, sendo a maior do Paraná destinada ao autoconsumo.

A Central Cotriguaçu, integrada pelas cooperativas singulares C.Vale, Copacol, Coopavel e Lar, gigantes do agronegócio paranaense às quais estão filiados mais de 40 mil agropecuaristas, vai inaugurar em março próximo o maior complexo de geração de energia solar para autoconsumo do Paraná.

Construída pela BioWatts Energia Solar, integradora de energia fotovoltaica que responde por cinco entre as dez maiores unidades geradoras do Paraná, a usina em fase de conclusão, conta com 2028 placas, que gerarão 84.000 Kwh/mês, equivalentes ao consumo de 540 residências de padrão médio.

Segundo o presidente da Cotriguaçu, Dilvo Grolli, que também preside a Coopavel, a obra demandou investimentos da ordem de R$ 2,2 milhões e vai suprir 30% do consumo total do terminal ferroviário de Cascavel, formado por uma câmara fria gigante para dez milhões de quilos, escritórios, recepção, moegas e armazéns para com capacidade estática para 130 mil toneladas.

Dilvo diz que a decisão de implantar a usina na cooperativa central foi tomada a partir dos bons resultados colhidos em 24 meses de atuação do complexo instalado pela BioWatts junto ao Parque Tecnológico, onde acontece anualmente o Show Rural, um dos maiores eventos tecnológicos do mundo.

A usina que serve ao Show Rural é composta por 474 placas que conferem autossuficiência energética ao complexo durante nove meses do ano. "Só compramos parte da energia no período de preparativos e abertura do Show Rural, uma estrutura que ocupa 720 mil metros quadrados e é visitada por mais de 250 mil agropecuaristas do país e do exterior", conta Dilvo.

Ainda segundo ele, todos os ângulos são favoráveis ao investimento em energia solar. "Estamos numa altitude de 700 metros, com abundância de exposição ao sol. O processo de geração é limpo, não polui, nem agride ao meio ambiente, e do ponto de vista econômico, é competitiva, tem retorno ágil e seguro. Basta poder contar com um bom projeto, um bom atendimento e seleção dos melhores insumos e equipamentos. A experiência do Show Rural convenceu e avalizou o novo investimento", resume.

OUTROS PROJETOS

A usina de energia solar da Cotriguaçu construída pela BioWatts é a maior do Estado destinada ao autoconsumo. Embora também atenda a pequenos e médios consumidores, a empresa com sede em Cascavel contabiliza, em seu portfólio, cinco entre os dez maiores complexos de geração de energia solar fotovoltaica catalogados pela Aneel. São eles: Cotriguaçu, Baterias Real, Irani Supermercados, Show Rural e Geriba.

Além de terminal ferroviário, onde está a usina de energia solar, a Cotriguaçu opera ainda um moinho de trigo em Palotina, que processa 120 mil toneladas anuais do cereal e um terminal em Paranaguá, que embarca no porão de navios, anualmente, três milhões de toneladas de soja, milho e farelo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)