Quarta-feira, 01 de abril de 2020

Produção de grãos mantém safra recorde no Brasil e chega a 251,9 milhões de ton

15/03/2020
Paraná se mantém como segundo maior produtor de grãos, com mais de 40 milhões de toneladas.

A safra brasileira de grãos chegou à produção estimada de 251,9 milhões de toneladas. Os dados constam do 6º levantamento do ciclo 2029/2020, divulgado nesta terça-feira (10), pela Companhia Nacional do Abastecimento. De acordo com o acompanhamento, o Paraná se mantém como segundo maior produtor de grãos do país, com 40,2 milhões de toneladas. “A perspectiva é que os níveis de produtividade apresentem bom desempenho nesta temporada, sobretudo para as lavouras de soja e milho que impulsionam o volume total e devem garantir mais um recorde na safra de grãos do país”, destacou a Conab.

Até o momento, a safra brasileira já é 4,1% (ou 9,9 milhões de toneladas) maior que o ciclo anterior. A área total, favorecida pela boa distribuição de chuvas na maioria dos estados, deve crescer 2,4%, alcançando cerca de 64,8 milhões de hectares. As culturas de primeira safra estão respondendo por 46,5 milhões de hectares (71,7%), enquanto que as de segunda, terceira e de inverno, por 18 milhões de hectares (28,3%).

A soja é responsável por quase a metade dos grãos produzidos em terras brasileiras. Conforme a Conab, a produção estimada é de 124,2 milhões de toneladas e um acréscimo de 8%, o que confirma mais um recorde na série histórica, graças à boa distribuição de chuvas. No Paraná, a Conab assinala que mais da metade das lavouras foram colhidas, “apresentando ótimas produtividade e qualidade de grãos”. A produção da oleaginosa no Estado pode chegar a 19,9 milhões de toneladas.

A produção brasileira total do milho de primeira e segunda safras é de mais de 100 milhões de toneladas, com um crescimento de 0,4% acima da safra passada. A estimativa de área semeada do milho primeira safra é de 4,23 milhões de hectares, 3,2% maior que o da safra 2018/19. Na segunda safra, cuja semeadura começou em janeiro e segue ocupando o espaço deixado pela colheita de soja, o crescimento de área deve crescer 2,1%, tendo em vista a rentabilidade produtiva e as condições climáticas favoráveis. A terceira safra está estimada em 1,2 milhão de toneladas.

(Fonte: Conab)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)