Segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Governo investe R$ 409,8 milhões em novas obras rodoviárias

05/01/2021
Em 2020, 12 novas obras foram viabilizadas por meio de parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Seis delas já estão com contrato assinado. Outras seis tiveram suas licitações publicadas e os contratos deverão ser assinados no primeiro trimestre de 2021.

Em 2020, o Governo do Estado garantiu 12 novas obras para rodovias estaduais, por meio de parceria do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Elas integram o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e são financiadas pelo banco.

Seis já estão com contrato assinado. Outras seis tiveram a licitação publicada e os contratos deverão ser assinados no primeiro trimestre de 2021. As 12 obras, somadas, representam um investimento de R$ 409,8 milhões.

Os seis novos contratos assinados são para a construção do Contorno Norte de Castro; do Contorno Sul de Wenceslau Braz e da ponte sobre o Rio Chopin, na PR-912, e para correção de pontos críticos nas rodovias PR-650; PR-484 e PR-562. Destas, a construção da ponte sobre o Rio Chopin já está em andamento e as outras obras devem começar no início de 2021.

As obras licitadas durante o ano e cujos contratos deverão ser assinados no início de 2021 são: pavimentação da PR-160 entre Imbaú e Reserva; duplicação da PR-323 entre Doutor Camargo e a variante do Rio Ivaí; duplicação da PR-323 no perímetro urbano de Umuarama; duplicação da PR-092, em Siqueira Campos; implementação de terceiras faixas na PR-280, na região Oeste; e correção de pontos críticos da PR-151 entre Ribeirão Claro e Carlópolis.

Além das 12 novas obras, o programa avançou no andamento das cinco que já haviam iniciado entre 2018 e 2019: pavimentação da PR-912 entre Coronel Domingos Soares e Palmas; pavimentação da PR-364, entre São Mateus do Sul e Irati; implementação do acesso ao Contorno Norte de Castro, na PR-090; duplicação da PR-323, entre Paiçandu e Doutor Camargo; e duplicação da PR-445 entre Londrina e Irerê.

INVESTIMENTOS

Secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, pontuou que o investimento de mais de R$ 400 milhões assegurado em 2020 significa um compromisso da administração estadual com a modernização da infraestrutura paranaense. “Empregar recursos em obras rodoviárias no presente é a garantia para atrairmos investimentos que no futuro irão gerar emprego e renda a todo Paraná”, disse.

O secretário ainda destacou a agilidade nos trâmites internos do DER/PR para garantir que esses recursos assegurados pelo BID assistam as regiões que mais precisam. “O plano de trabalho do Programa Estratégico já levou asfalto pela primeira vez a rodovias do Interior do Estado e, agora, estamos garantindo a correção de pontos críticos em importantes rodovias, a implementação de contornos e a ampliação da capacidade de trechos com maior tráfego”, completou Sandro Alex.

Para o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR), Fernando Furiatti, as obras contratadas em 2020 reafirmam uma nova fase dentro do órgão. “Passamos anos tendo como principais ações do governo para as rodovias as obras realizadas pelas concessionárias. Hoje, o DER/PR tem se consolidado para tocar obras nas rodovias estaduais e planejar ações de longo prazo”, disse.

CONTORNOS

A obra do Contorno Norte de Castro vai fazer a ligação entre as rodovias PR-151 e PR-090 (Distrito Industrial I e II). Além da implantação dos pouco mais de 15 quilômetros do contorno, as intervenções contemplam a construção de duas obras de artes especiais: um viaduto sobre a PR-151 e uma ponte sobre o Rio Iapó, que corta a região. O investimento é de R$ 78,9 milhões e o contrato foi assinado no início de dezembro. As obras devem iniciar em janeiro, com previsão de término para novembro de 2022.

O Contorno Sul de Wenceslau Braz consiste na pavimentação de um trecho de aproximadamente três quilômetros conhecido como “desvio do casarão”, que liga as rodovias PR-092 e PR-422. O investimento é de pouco mais de R$ 9 milhões e a obra deve começar no início de 2021. O projeto prevê a implantação de uma pista simples pavimentada com acostamentos, além de duas interseções em nível nas extremidades do trecho.

PONTOS CRÍTICOS

Foram três obras para a correção de pontos críticos contratadas em 2020. Na PR-650, o trecho que passará por intervenções fica entre os municípios de Godoy Moreira e São João do Ivaí, no Noroeste do Estado. A região tem sofrido com alagamentos em períodos de chuva e as intervenções vão contemplar seis pontos da rodovia.

Entre outras melhorias, serão executadas obras de terraplanagem, drenagem superficial, alteamento (elevação de pontos da rodovia) e uma nova ponte sobre o Rio Bananeira, que corta a região. O investimento é de R$ 15,5 milhões e os trabalhos devem começar no início de 2021.

Na PR-484, a obra irá corrigir a geometria de um trecho conhecido como “curva do boi”, que fica entre o município de Boa Vista da Aparecida e o distrito de Alto Alegre do Iguaçu, na região Oeste. As intervenções estão no quilômetro 107 e consistem na alteração do traçado da pista, reduzindo o número de curvas horizontais de cinco para três, o que melhora as condições de segurança. O investimento nessa obra é de R$ 1,8 milhão e os trabalhos devem iniciar no primeiro trimestre de 2021.

Também na região Oeste foi assinado o contrato para obra de correção de pontos críticos da “Serra de São Braz”, que fica na PR-562, entre Coronel Vivida e Vista Alegre. A área está localizada entre os quilômetros 59 e 63 da rodovia. Além da redução das curvas acentuadas, está prevista a inclusão de faixas adicionais para aumentar a capacidade de tráfego e melhorar as condições de segurança da via. O custo é de R$ 5,8 milhões e a obra deve iniciar também no primeiro trimestre de 2021.

Além das três obras já contratadas, foi publicada a licitação da correção de curva na PR-151, no trecho entre Ribeirão Claro e Carlópolis. O segmento que passará por intervenções fica no quilômetro 24 da rodovia, onde deverá ser corrigida a geometria da curva e serão realizadas melhorias na interseção de acesso à Cachoeira do Espírito Santo. O valor estimado da intervenção é de R$ 4,1 milhões e este contrato deve ser assinado no próximo mês de fevereiro.

DUPLICAÇÃO

Na PR-323, um dos trechos que será duplicado vai do município de Doutor Camargo até aproximadamente um quilômetro antes da margem do Rio Ivaí. O trecho tem 6,3 quilômetros de extensão e estão previstas, além da duplicação, implementação de interseção em desnível, vias marginais, acostamentos e passeios. O investimento é de R$ 38,3 milhões e o contrato com a empresa vencedora deverá ser assinado no mês de fevereiro.

Também na PR-323, mas no perímetro urbano de Umuarama, um trecho de aproximadamente 4,4 quilômetros será duplicado. O segmento fica entre o trevo do “Gauchão” e o entroncamento com a PR-468, que dá acesso à Mariluz.

Estão previstas construções de vias marginais nos dois sentidos e duas interseções em desnível: uma em cada entroncamento do trecho. Esta licitação foi publicada no último mês de novembro e o contrato deve ser assinado no primeiro trimestre de 2021. O investimento é de R$ 81,7 milhões.

Na PR-092 o trecho a ser duplicado fica no perímetro urbano de Siqueira Campos, na região Norte, entre os quilômetros 279 e 283 da rodovia. O projeto também prevê a implementação de vias marginais e de interseções para acesso às PRs-424 e 272 e ao bairro Saltinho, em Siqueira Campos. O contrato com a vencedora da licitação deve ser assinado no mês de fevereiro e o investimento na obra é de R$ 39,7 milhões.

TERCEIRAS FAIXAS

Entre as publicações de licitação de 2020, está a para execução de obras de ampliação de capacidade da PRC-280, a partir da implantação de terceiras faixas no trecho que vai da divisa do Paraná com Santa Catarina até o município de Marmeleiro.

O trecho tem 130,5 quilômetros de extensão e, além da ampliação da capacidade, estão previstas melhorias na sinalização. O valor estimado das intervenções é de R$ 28 milhões, dos quais cerca de R$ 2,8 milhões serão financiados pelo BID. O contrato deve ser assinado no primeiro trimestre de 2021.

PAVIMENTAÇÃO

Também licitada em 2020, a obra de pavimentação da PR-160 está localizada entre os municípios de Imbaú e Reserva. São pouco mais de 28 quilômetros, além da implementação de contornos em Imbaú e na comunidade de José Lacerda. O custo estimado do empreendimento é de R$ 126,2 milhões. A licitação foi publicada em novembro e a expectativa é que até março o contrato com a empresa vencedora do certame já esteja assinado.

EM ANDAMENTO

As cinco obras que compõem o programa e já haviam iniciado seguiram avançando ao longo de 2020. A pavimentação da PR-912, entre Coronel Domingos Soares e Palmas, na região Oeste, está na fase final. Até o momento, pouco mais de 80% do trecho já está pavimentado. No total, são 27 quilômetros de extensão e a previsão de término da obra é para o início de 2021.

O investimento nesta pavimentação foi de R$ 59,5 milhões. É também nesse trecho que fica a obra da ponte sobre o Rio Chopim, iniciada no último mês de maio. Com um investimento de R$ 6 milhões, a ponte deve ser concluída até o final de janeiro.

Na região dos Campos Gerais, a obra de pavimentação da PR-364, entre São Mateus do Sul e Irati, também avançou durante o ano. São 47 quilômetros da rodovia que estão recebendo inédita pavimentação asfáltica, com um investimento de R$ 132,7 milhões. Até o momento, a obra apresenta 25% de andamento físico e sua conclusão está prevista para janeiro de 2022.

Também nos Campos Gerais está sendo implantada a obra de acesso ao Contorno Norte de Castro, na PR-090. A intervenção consiste na pavimentação de um trecho de 2,6 quilômetros da rodovia, que dará acesso ao futuro contorno. O investimento da pavimentação do acesso foi de R$ 14,7 milhões e a obra deve ser concluída já no próximo mês de fevereiro. No momento o avanço físico da obra é de 64%.

Além destas, outras duas obras que já estavam em andamento passaram a contar com recursos BID em abril de 2020: a duplicação da PR-445, entre Londrina e Irerê, na região Norte, e a duplicação da PR-323 entre Paiçandu e Doutor Camargo, no Noroeste do Estado. Ambas as intervenções já estão em fase final e serão concluídas até o final do mês de janeiro.

(Fonte: AEN)

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)